Notícias

Postado em 28/08/2019

Korzus "Sonho Maniaco" Lançamento em k7 na China, pelo selo Navid Pirala. Edição Limitada para colecionador. Em breve à venda ...

[Leia mais...]


Postado em 14/07/2019

Acontece em São Paulo o Thrash Attack Festival, que contará com as bandas Onslaught, Korzus, Scars e Attomica. O evento ...

[Leia mais...]


Postado em 09/07/2019

13/07/2019 - Araraquara, SP - Araraquara Rock 14/07/2019 - São Bernardo do Campo, SP - Parque Chácara Silvestre 20/07/2019 - Campo Belo, MG ...

[Leia mais...]

PARA VER MAIS NOTÍCIAS CLIQUE AQUI

Facebook

Instagram

Twitter

Agenda

Date City Venue Country
12/10/2019 São Paulo, SP Carioca Club Brazil
Buy Tickets

PARA VER DATAS ANTIGAS CLIQUE AQUI

Biografia

Instituição do metal brasileiro, o KORZUS foi criado há 35 anos em São Paulo e, apesar de várias mudanças na formação, trabalha ininterruptamente desde outubro de 1983. Após integrar a lendária coletânea “SP Metal 2” (1985) e lançar “Korzus Ao Vivo” (1985), veio o primeiro álbum de estúdio, “Sonho Maníaco” (1987). Com alguns clássicos na manga, como o hino eterno “Guerreiros do Metal”, e objetivando praticar o som mais agressivo possível, sempre norteado pelos padrões do thrash metal, o grupo então alçou voos mais altos.

Além de algumas trocas na formação, veio a mudança das letras para a língua inglesa. Dois anos após a primeira experiência, com o EP “Pay For Your Lies”, gravaram “Mass Illusion” (1991), considerado um dos grandes clássicos do estilo no Brasil. Além de trazer a clássica “Agony”, lançada em videoclipe, o disco possibilitou a primeira turnê no exterior, passando pela Itália, Alemanha, França, Áustria e Inglaterra.

Olhando para frente, sem, no entanto, renegar os feitos do passado, vieram novas mudanças na fase “KZS” (1995), em que a banda realizou um novo giro pela Europa e também passou pela América do Norte. Novas mudanças poderiam ter brecado o ímpeto, mas não foram capazes de por fim ao “sonho maníaco” do Korzus. O grupo não baixou a guarda e seguiu fazendo shows, com destaque para a participação no festival “Monsters of Rock”, originando o ao vivo “2000 – Live at Monsters of Rock”.

A demora por um novo de estúdio foi recompensada com o lançamento de “Ties Of Blood” (2004). O material se tornou um novo clássico da banda, então formada pelos fundadores Marcello Pompeu (vocal), Silvio Golfetti (guitarra) e Dick Siebert (baixo), além de Heros Trench (guitarra) e Rodrigo Oliveira (bateria). O disco, que revelou faixas como “Guilty Silence”, “Screaming For Death” e “Evil Sight”, ainda contou com a presença de Andreas Kisser (Sepultura), Andre Matos (Shaman, Angra e Viper), João Gordo e Boka (Ratos de Porão), além do saudoso Hélcio Aguirra (Golpe de Estado, Harppia). Kisser, aliás, que havia sido temporariamente substituído no Sepultura em uma turnê de 1991 por Golfetti, quando quebrou o braço.

Dois anos depois, saiu o primeiro DVD, “Video História”, seguido por novas alterações na formação, que se estabilizou com a efetivação de Antonio Araujo (guitarra, ex-ChaoSphere). O músico de Recife (PE) estreou oficialmente em 2008 e, dois anos depois, em estúdio com “Discipline of Hate” (2010). Gravado, mixado e masterizado no Mr. Som por Heros Trench e Marcello Pompeu – vencedores de um Grammy Latino –, o disco, que contou com a participação especial de Zoltan Farkas, do Ektomorf, foi lançado mundialmente pela gravadora alemã AFM Records.

Na “Discipline Of Hate Tour”, apresentando as mais recentes composições de destaque, como “Truth”, “Raise Your Soul”, “My Enemy” e “Never Die”, o grupo passou pela Áustria, Suíça e Alemanha, além de rodar o Brasil, chegando a se apresentar no lendário Rock In Rio, em 25 de setembro de 2011.

Coesa e sempre trabalhando de forma minuciosa e detalhista, a banda voltou ao estúdio e saiu em 2014 com “Legion”, responsável por novos hinos, como a faixa-título e “Lifeline”. O álbum, inclusive, traz a participação do guitarrista e ex-integrante Marcelo ‘Soldado’ Nejem na faixa “Six Seconds” e do guitarrista Edu Ardanuy (ex-Dr. Sin, Anjos da Noite, A Chave/The Key e outros) no solo de “Time Has Come”.

Trinta e cinco anos de carreira. Do passado, quando ostentava o apelido de “Slayer brasileiro”, o Korzus criou sua identidade, firmou sua personalidade e se tornou um dos maiores nomes do metal brasileiro. Muito disso se deve às performances ao vivo, pois a banda, que atualmente prepara o sucessor de “Legion”, se entrega ao máximo para oferecer ao público o melhor show. Esteja certo: você nunca vai ver uma apresentação mediana do Korzus. Marcello Pompeu (vocal), Heros Trench e Antonio Araujo (guitarras), Dick Siebert (baixo) e Rodrigo Oliveira (bateria) estão na estrada para provar isso.

Por que Korzus?

O nome provisório da banda era Mão do Destino (Hand Of Doom), que seria usado no “1º Encontro Musical do Colégio Costa Braga”. Obviamente, foi inspirado na música homônima do Black Sabbath, uma das referências do grupo ao lado de Slayer, Judas Priest e Motörhead. O Sabbath, inclusive, recebeu duas homenagens do Korzus: uma versão de “Under The Sun”, gravada no EP “Pay For Your Lies”; e “Neon Knights”, que saiu no tributo “Sabbath Brazil Sabbath” (2018).

Sem nenhum significado específico, Korzus foi tirado literalmente da porta do armário da casa do saudoso baterista Zema. A palavra fora escrita pelo guitarrista Marcos Kekas, da banda Ethan. O então novato grupo pegou “emprestado” o nome para tocar em um festival, em dezembro de 1983, e ficou marcado para sempre na história do som pesado brasileiro. “É amor pelo metal. Só segue essa estrada quem é cascudo. Somos persistentes, sobreviventes e ‘Guerreiros do Metal’ para sempre”, afirma o baixista Dick Siebert, artista responsável pela criação do logotipo da banda e dos cenários de palco. Isso o Korzus já provou diversas vezes.

Discografia

LEGION (2014)

01. Lifeline 4:09
02. Lamb 02:19
03. Six Seconds 04:45
04. Broken 04:16
05. Vampiro 02:31
06. Die Alone 03:17
07. Apparatus Belli (instrumental) 01:15
08. Time Has Come 04:48
09. Purgatory 03:12
10. Self Hate 04:17
11. Bleeding Pride 03:32
12. Devil’s Head 03:30
13. Legion 07:30

LINE UP:
Marcello Pompeu – Vocals / Dick Siebert – Bass
Heros Trench – Guitars / Rodrigo Oliveira – Drums
Antonio Araújo – Guitars

Recorded, engineered, mixed & mastered at Mr. Som Studios, São Paulo, Brazil, 2013-2014

LEGION (2014)

01. Lifeline 4:09
02. Lamb 02:19
03. Six Seconds 04:45
04. Broken 04:16
05. Vampiro 02:31
06. Die Alone 03:17
07. Apparatus Belli (instrumental) 01:15
08. Time Has Come 04:48
09. Purgatory 03:12
10. Self Hate 04:17
11. Bleeding Pride 03:32
12. Devil’s Head 03:30
13. Legion 07:30

LINE UP:
Marcello Pompeu – Vocals / Dick Siebert – Bass
Heros Trench – Guitars / Rodrigo Oliveira – Drums
Antonio Araújo – Guitars

Recorded, engineered, mixed & mastered at Mr. Som Studios, São Paulo, Brazil, 2013-2014

PARA VER A DISCOGRAFIA COMPLETA CLIQUE AQUI

Fotos

PHOTOS BY PATI PATAH
PARA VER MAIS FOTOS CLIQUE AQUI

Vídeos

PARA VER MAIS VÍDEOS CLIQUE AQUI

Contato

CONTATO PARA SHOWS:


Email: shows@korzus.com.br

ASSESSORIA DE IMPRENSA


Email: press@korzus.com.br

BANDA:


E-mail: info@korzus.com.br

CONTATO PARA SHOWS:

Email: shows@korzus.com.br

ASSESSORIA DE IMPRENSA:

Email: press@korzus.com.br

BANDA:

E-mail: info@korzus.com.br


TOP